História da Empresa

Divisão de PPM da Hexagon

A divisão PPM da Hexagon é parte da Hexagon, uma líder global em sensores, softwares e soluções autônomas. Nós estamos sempre trabalhando para colocar os dados em funcionamento com o objetivo de aumentar a eficiência, a produtividade e a qualidade nas aplicações industriais, fabricação, infraestrutura, segurança e mobilidade.

Nossas tecnologias estão moldando os ecossistemas urbanos e de produção para se tornarem cada vez mais conectados e autônomos, garantindo um futuro escalável e sustentável.

A divisão de PPM da Hexagon permite que seus clientes transformem informações não estruturadas em um ativo digital inteligente para visualizar, construir e gerenciar estruturas e instalações de todos os tipos de complexidade, garantindo uma operação segura e eficiente durante todo o ciclo de vida.

A sede global da empresa em Madison, Alabama – inaugurada oficialmente em outubro de 2014 – é um prédio de cinco andares com mais de 23.000 m² e conta com espaço para 1.100 colaboradores da Hexagon. O prédio da sede também inclui um centro de dados de última geração, espaço para conferências, uma ampla área de serviços alimentícios e terraços à beira do lago.
Denominada anteriormente Intergraph Process, Power & Marie e antes disso, M&S Computing, a divisão de PPM da Hexagon tem uma história construída ao longo de cinco décadas.

1969 – Um grupo de engenheiros da Divisão de Sistemas Federais da IBM em Huntsville, Alabama, que desenvolveu um software de orientação para o foguete Saturno, funda a M&S Computing. Eles eram Jim Meadlock, sua esposa Nancy Meadlock, Terry Schansman (o S em M&S), Keith Schonrock e Robert Thurber. James Taylor tornou-se o sexto colaborador da M&S.

1969 – A empresa desenvolve o primeiro produto CAD interativo, o Interactive Graphics Design Software (IGDS), que rapidamente se torna uma referência no setor.

1980 – O nome da M&S Computing muda para Intergraph (Interactive graphics) antes da abertura do capital da empresa em 1981.

1981 – Após a abertura do capital, as ações da Intergraph passam por dois desdobramentos. A receita cresce 700%, o número de colaboradores cresce em 500% e a área ocupada aumenta em 500%. No fim da década, a Intergraph já era o maior fornecedor do mundo de sistemas de computação gráfica.

1981 – A Intergraph se une à Zydex Engineering, Inc. e desenvolve um novo sistema de projeto de plantas. Esse projeto conjunto resulta no que ficou conhecido como o PDS (Sistema de projeto de plantas) da Intergraph, que existe até hoje.

1985 – Jim Meadlock é condecorado com o Prêmio de Alta Tecnologia do Congresso.

1985 – A empresa se torna a segunda maior fornecedora de CAD no mundo, atrás apenas da IBM.

1986 – A Intergraph é um dos maiores empregadores do norte do Alabama com 5.100 colaboradores.

1990 – A Intergraph supera sua meta de US$ 1 bilhão em receita e entra para a Fortune 500.

1992 – A empresa tem uma receita de US$ 1,18 bilhão e atinge a posição 315 na Fortune 500.

1997 – A Intergraph aciona judicialmente a Intel e outros fabricantes de hardware de computador por violação de propriedade intelectual. A Intergraph negocia grandes acordos com Intel, Hewlitt-Packard, Texas Instruments e Gateway, rendendo à empresa mais de US$ 394 milhões.

1998 – É apresentado o primeiro sistema de gerenciamento de dados e documentos especificamente para o setor de plantas industriais.

1999 – O SmartPlant® P&ID é lançado após a colaboração com clientes líderes do setor.

2000 – A Intergraph sai do setor de projeto e produção de hardware, reestruturando suas operações globais em divisões verticalmente focadas.

2003 – O SmartPlant® 3D, software inovador de modelagem de planta e baseado em dados é disponibilizado comercialmente.

2006 O ARC Advisory Group classifica a Intergraph PP&M como a fornecedora Nº 1 do mundo em soluções de projeto de engenharia em geral, uma marca que manterá por 12 anos.

2006 – Um grupo de investimento liderado pela Hellman & Friedman LLC, Texas Pacific Group e JMI Equity compra a empresa e fecha seu capital.

2010 – A Hexagon AB compra a Intergraph, reabrindo seu capital; Ola Rollén assume como Presidente Executivo.

2012 – A PP&M cria sua quarta região operacional, a Região da Grande China. A Grande China inclui China, Hong Kong, Macau e Taiwan e foi criada pelo seu tamanho, sucesso e potencial comercial estratégico.

2012 – Iniciada a construção do novo complexo da sede da Intergraph em Madison, Alabama.

2015 – A PPM compra a EcoSys Management LLC, uma empresa que estenderá a sua posição de liderança como fornecedora de soluções de Projetos Corporativos, adicionando funções de controles de projetos ao seu portfólio existente.

2017 – Mattias Stenberg, que vinha atuando como Diretor de estratégia da Hexagon desde 2013, assume o cargo de Presidente da divisão de PPM da Hexagon.

2017 – A empresa foi oficialmente renomeada como Hexagon PPM, adotando uma nova marca e uma visão mais aprimorada para capacitar plantas industriais digitais inteligentes e estender sua expertise para novos mercados como Arquitetura, Engenharia e Construção (AEC).

2018 – Aquisição da Bricsys torna a Hexagon a maior empresa do mundo de AEC/BIM e CAD.